Search

Políticas da Empresa

POLÍTICA AMBIENTAL 

Consciente de que as suas atividades possam ter impactes sobre o ambiente, e numa base puramente voluntária, a BOAS QUINTAS desenvolve esforços no sentido de melhorar o seu desempenho ambiental, apostando na produção de produtos de forma responsável e sustentável.

Nesse sentido instituiu sua Política Ambiental, apostando no seu cumprimento e constante melhoria. Este compromisso representa um sinal claro da sensibilidade da empresa para a sustentabilidade dos recursos naturais locais, perante os seus funcionários, colaboradores, clientes e fornecedores, ao nível das suas unidades de exploração agrícola e produção vinícola.

Ao garantir o cumprimento da sua Política Ambiental, a BOAS QUINTAS responsabiliza-se não só por cumprir a legislação e os regulamentos ambientais aplicáveis, como os compromissos voluntários assumidos, como a Produção Integrada na generalidade das vinhas.

A empresa responsabiliza-se, ainda, por promover a correta gestão de recursos naturais como o solo, a água e a biodiversidade e atuar ao nível da prevenção da poluição, minimização do ruído e emissões atmosféricas, redução dos consumos energéticos, separação de resíduos e a preservação da biodiversidade.

  1. AVALIAR, PROMOVER E IDENTIFICAR

Continuamente as expectativas e necessidades dos nossos Consumidores, adaptando a oferta de produtos à crescente sensibilização ambiental dos Consumidores, e procurando processos de produção com uma forte índole de sustentabilidade que permitam obter produtos com valor acrescentado e melhor desempenho ambiental.

  1. IMPLEMENTAR E MANTER

O cumprimento de todos os requisitos aplicáveis ao desenvolvimento da atividade da empresa, incluindo legislação e regulamentação do sector, bem como os compromissos voluntariamente assumidos.

  1. DINAMIZAR

Todos os colaboradores e parceiros da empresa a uma atitude pró-ativa na melhoria do meio ambiente e na preservação dos recursos naturais, como o solo, a água, o ar e a biodiversidade.

  1. DESENVOLVER

Uma comunicação eficaz e difundir os compromissos de proteção ambiental, de redução dos impactes ambientais nos recursos naturais pelos seus clientes, colaboradores, fornecedores e a sociedade em geral.

  1. CONTRIBUIR

Para um melhor ambiente através de uma adequada política de utilização sustentável dos recursos, prevenção da poluição, ruído e emissões e redução da sua pegada ecológica.

  1. INOVAR

No nosso campo de ação, de forma a contribuir significativamente para um futuro melhor, assumindo uma política de divulgação, valorização e conservação do ambiente e biodiversidade.

 

POLÍTICA PARA A BIODIVERSIDADE

A BOAS QUINTAS reconhece o valor da biodiversidade associada ao mosaico cultural presente nas suas áreas de produção e a sensibilidade destes ecossistemas, realçando a importância da conciliação da viticultura com as áreas de montado, olival e demais habitats ocorrentes na sua envolvente.

Com a declaração voluntária da sua Política para a Biodiversidade, a BOAS QUINTAS vem desta forma manifestar o seu compromisso em desempenhar um papel ativo face ao declínio acentuado da biodiversidade mundial, procurando através de ações e políticas comerciais, contribuir para a sua conservação, principalmente a nível das comunidades ecológicas associadas à viticultura, ao montado, ao olival e às zonas húmidas.

Nesse sentido, a BOAS QUINTAS adota os seguintes princípios como orientadores das suas ações:

  • Cumprir toda a legislação e regulamentação ambiental aplicável e prossecução do compromisso para a melhoria contínua do desempenho ambiental da empresa, nomeadamente ao nível de ações que contribuam para a conservação da biodiversidade;
  • Gestão da propriedade focada para a conciliação entre a atividade produtiva e a conservação da biodiversidade, promovendo medidas como a manutenção de áreas significativas de montado, conservação de áreas com vegetação autóctone no interior do mosaico agrícola e condução da vegetação arbórea nas linhas de água;
  • Promover a recuperação e conservação das linhas de água e zonas húmidas que atravessam ou são limítrofes às propriedades;
  • Incrementar o conhecimento atual acerca da utilização dos mosaicos agrícolas de vinha e a sua envolvente natural, visando a sua importância para as comunidades de avifauna/ flora, apoiando a realização de estudos de monitorização nestes ecossistemas;
  • Promover práticas que permitam minimizar os impactes ambientais negativos da atividade agrícola, tais como a mobilização mínima do solo, privilegiar a intervenção mecânica na limpeza da vegetação das infestantes, monitorização das necessidades hídricas das plantas para aplicação das regas e a minimização do uso de adubos e pesticidas;
  • Contribuir para travar a perda de biodiversidade e património genético ao nível das cautas autóctones;
  • Promover a sensibilização para a temática da perda de biodiversidade, através de um conjunto de iniciativas que permitam a divulgação direcionada para diferentes públicos, incluindo consumidores, fornecedores e distribuidores;
  • Sempre que oportuno, estabelecer compromissos de envolvimento com outros parceiros da iniciativa Business & Biodiversity, que permitam potenciar oportunidades de desenvolvimento e outras ações positivas de promoção e conservação da biodiversidade.

 

POLÍTICA CORPORATIVA

Os Princípios Corporativos da BOAS QUINTAS, são a base sobre a qual está alicerçada a nossa cultura empresarial, há mais de 25 ANOS.

Os nossos procedimentos internos não se limitam ao cumprimento da legislação aplicável ao nosso sector, mas instigam a necessidade de implementarmos ações proactivas, de forma a estarmos na vanguarda do setor.

Garantir a conformidade do nosso produto significa mais do que cumprir com o que está legalmente estabelecido. Exige estabelecer e colocar em prática os seguintes princípios corporativos:

  1. CUMPRIMENTO DOS REQUISITOS LEGAIS APLICÁVEIS E OUTROS:
  • Garantir a qualidade e a segurança dos produtos alimentares produzidos e engarrafados pela BOAS QUINTAS, através da preservação absoluta das suas características e de um controlo de qualidade rigoroso, tendo em conta a conformidade legal, os referenciais BRC Food Safety e IFS Food e dos organismos público/privados associados, em vigor.
  • Assegurar a identificação dos perigos, a avaliação e o controlo dos riscos relacionados com a segurança alimentar, cumprindo com os requisitos estipulados pela metodologia H.A.C.C.P. (Hazard Analysis and Critical Control Points) bem como, pela regulamentação em vigor e o Codex Alimentarius.
  1. GARANTIA DA QUALIDADE E SEGURANÇA DOS PRODUTOS ALIMENTARES:
  • Estabelecer a implementação, o desenvolvimento e a melhoria contínua de um SGQSA (Sistema de Gestão de Qualidade e Segurança Alimentar) eficaz, assente em elevados padrões de qualidade, segurança, ética, confiança e transparência.
  • Promover a melhoria contínua da organização e a revisão periódica do SGQSA, de molde a que o mesmo responda de formal cabal às necessidades e expetativas das partes interessadas, garantindo a sua adequação e atualização.
  1. FOCO NO CLIENTE:
  • Identificar e satisfazer as necessidades fundamentais e as expectativas dos clientes, criando fortes relações de parcerias.
  1. RELAÇÕES COM AS PARTES INTERESSADAS:
  • Estabelecer uma comunicação adequada e permanente com todas as partes interessadas, nomeadamente com as que exercem um impacto relevante ao nível da garantia dos elevados padrões de qualidade e de segurança alimentar do produto alimentar.
  1. LIDERANÇA E RESPONSABILIDADE PESSOAL:
  • Proporcionar a formação adequada aos seus trabalhadores para que possam desempenhar de forma correta e responsável e suas funções, otimizando recursos e serviços.
  • Envolver todos os trabalhadores no desenvolvimento, manutenção e atualização do SGQSA, dotando a organização de uma estrutura sólida e competente, capaz de responder às necessidades de qualidade e segurança alimentar do produto, perante os seus clientes e outros.
  1. ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIAL:
  • Assumir o compromisso da ética relacionada com o comportamento dos indivíduos no interior da organização e das partes interessadas, definindo e avaliando as condutas.
  • Promover a integração em projetos de cariz social, no sentido de proteger, desenvolver e melhorar o bem-estar da comunidade.
  1. RESPONSABILIDADE AMBIENTAL E SUSTENTABILIDADE:
  • Cumprir o regime legal da responsabilidade ambiental, traduzido na Política Ambiental da BOAS QUINTAS, orientada para a sustentabilidade no longo prazo.
  • Cumprir e garantir a implementação de uma política ambiental e para biodiversidade, promovendo, desta forma, a sua responsabilidade ambiental e inerente sustentabilidade.
  • Criar parcerias com várias entidades públicas e/ou privadas que, em conjunto, abraçam projetos que visam a elevação do desenvolvimento sustentável.

 

POLÍTICA DA SEGURANÇA ALIMENTAR

Política da Segurança Alimentar da BOAS QUINTAS encontra-se alicerçada nos seus princípios corporativos, bem como em elevados padrões de honestidade, confiança e transparência no relacionamento com as partes interessadas. Responsabiliza-se por cumprir a legislação aplicável e os compromissos voluntários assumidos, como a implementação de um Sistema de Gestão de Qualidade e Segurança Alimentar (SGQSA).

A BOAS QUINTAS, ao longo do seu historial empresarial, tem vindo a efetuar vastos investimentos na aquisição e modernização dos equipamentos tecnológicos, assim como nas infraestruturas necessárias para a melhoria dos processos associados à implementação do SGQSA.

Nesse sentido, a implementação da Política de Segurança Alimentar da BOAS QUINTAS encontra-se orientada segundo os seguintes compromissos:

  • Manter uma comunicação ativa e eficaz com todas as partes interessadas (fornecedores, clientes, entidades fiscalizadoras e outros) sobre temáticas relacionadas com a segurança alimentar;
  • Promover continuamente a melhoria da organização ao assegurar a manutenção, atualização e revisão periódica do SGQSA, e garantindo a realização de produtos alimentares em observância com os requisitos legais vigentes e contratuais com as partes interessadas;
  • Assegurar a identificação dos perigos, avaliação e controlo dos riscos relacionados com a segurança alimentar, respeitando os requisitos estipulados pela metodologia H.A.C.C.P. (Hazard Analysis and Critical Control Points), bem como a regulamentação em vigor e o Codex Alimentarius;
  • Promover a sustentabilidade da empresa através de uma atitude e postura pró-ativas, relacionadas com a segurança alimentar.
  • Avaliar e promover continuamente a satisfação das necessidades fundamentais e das expetativas dos clientes;
  • Assegurar a formação e a sensibilização adequada dos trabalhadores para a execução das suas funções de modo consciente, competente e responsável;
  • Garantir o envolvimento de todos os trabalhadores na implementação, manutenção, atualização e revisão do SGQSA, dotando a organização de uma estrutura capaz de responder às suas responsabilidades de qualidade e segurança alimentar do produto, perante os seus clientes e outros.
  • Contribuir para um melhor ambiente, através de uma política de utilização sustentável dos recursos, prevenção da poluição ambiental, emissão de gases, níveis de ruído e redução da pegada ecológica.
  • Avaliar periodicamente os fornecedores, qualificando-os de acordo com o cumprimento e rigor da qualidade dos produtos fornecidos.
  • Investir no desenvolvimento tecnológico, científico e na melhoria dos processos inerente à sua atividade, com vista a reagir às evoluções do mercado e responder de forma cabal às necessidades fundamentais e expetativas das partes interessadas.

 

TEM IDADE LEGAL PARA O CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS?

Não Sim

Para aceder a esta página deve ter idade legal para o consumo de bebidas alcoólicas, de acordo com os termos legais do seu país.

Scroll to top